22 agosto 2017

A escolha



 A escolha
Quando o trem chegou a estação  desajeitada daquela cidadezinha
por entre o tumulto dos que iam e vinham desceu um homem insípido de expressão;com passos largos ajeitou o casaco;e pos os pés na estrada poeirenta até chegar a esquina no final da rua ;onde um tasiturno velho sentado numa cadeira parecia espera-lo.
Que ironia aquela;quem tanto tinha nada podia desfrutar;paralítico e amargo sem sorrisos esboçar;gritou seu grito amargurado:
 Já vieste me buscar?
Respondeu o homem mau encarado:
Tua alma vim pegar;me vendeste á muito ela quando deixastes de amar e perdoar
E quando arrogantemente jogaste fora a fé desfazendo teu altar.
Fostes senhor de si mesmo;aprendestes a Deus renegar
Eu também sou teu parceiro nesta escolha singular
Vendestes tudo ao maligno
Hoje  vim te cobrar
” Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus” (Lucas 12:16-21).

                                                         Salmos 1:3
                                          Teus Frutos
 Pois será como a árvore plantada junto às correntes
 de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja
 folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará.

Não desprezes o silencio da tolerância nem a sabedoria do ancião
Não rejeites as negativas da consciência nem as vozes da compaixão
Não confies  na força da sedução;nem no sorriso sem perdão
Não  acolhas a fúria
como regra e condição nem abraces a preguiça
com ardor e paixão.
Não negues a teus olhos a verdadeira visão;nem entres pelas portas
enfeitadas da ilusão.
Porque todas as sementes que hoje plantares amanha te alimentarão
Na vida tudo é passageiro mas no mundo espiritual não;acumules tesouros
valorosos obtidos com graça e comunhão;porque a vida é um breve sopro
não te conformes em ter vivido em vão
não te deleites em trabalhar sem  compensação
pois quando partires para o lar eterno teus frutos te pedirão
  então se  julgara  se teu trabalho tem galardão.
                             Revelações de angel.Tarso

09 março 2017

                                        Minha mãe
Ainda vislumbro ao longe como um filme na lembrança
a visão de uma mulher com seus longos cabelos de tranças.
Carregando na cabeça a bacia  cheia dagua
E em sua mãos   a troucha de roupas de lavadas
No rosto um sorriso  de esperança que o sofrimento não
derrubou e no coração a fé que tanto me ensinou.
A grama a beira do rio testemunhou sua historia;
A pedra que a roupa ela batia ainda traz sua memória 
e em meu coração marcado sua historia
Tinha maõs bem calejadas, nos seus pés a cor da terra
Em seu avental carregava os meus sonhos e primaveras
Hó que saudades sinto de tudo que ja vivi;dos afagos
de ternura numa canção pra dormir
Mas para aliviar a saudade de meu coração sonhador
Deus marcou em  minha mente uma  imagem que nunca mudou
A de uma mulher frágil e pequena que em minha vida morou
Sendo ela a rainha,  simples serva se tornou;para que no dia de hoje
fosse eu tudo que sou...
                                                    poemas da  Angel.Tarso

20 fevereiro 2017

Doce lembrança

Na noite que se a faz se dia
Existe uma lembrança em minha mente a  bailar
A tua,que com estrema ternura ja iluminou meu andar
Cata ventos;canções de ninar;comida quente
na mesa;roupa branca na grama a guarar
Na noite que se se faz dia ninguem nem sequer
percebeu que o tempo passou tão depressa levando
parte do que era meu.
O sol raiou muitas vezes; mas nem em todas pude ter
Teu doce afago minha mãe ;para me acolher
Sabendo que tu reinavas como anjo protetor
Deus soberano ao céu te levou
Agora que cresci; consigo bem compreender
que
 mães são anjos que Deus envia para nos proteger.
Toda vez que a noite cai ;eu me ponho a orar
Sabendo que ao raiar do dia
um anjo terei pra me guiar
E a tua doce lembrança  que esta sempre me acompanhar.
                                            poemas Angel.Tarso